Plano de Aula

O VOTO: A HISTÓRIA DAS SUFRAGISTAS - PRIMEIRO FESTIVAL DE HISTÓRIA POLÍTICA DO TAMANDUÁ EDU

O Voto: A História das Sufragistas - Parte 1
09/08/2021
Ensino Médio
Ciências Humanas, História, Sociologia
 EM13CHS402 - Analisar e comparar indicadores de emprego, trabalho e renda em diferentes espaços, escalas e tempos, associando-os a processos de estratificação e desigualdade socioeconômica.
EM13CHS101 - Identificar, analisar e comparar diferentes fontes e narrativas expressas em diversas linguagens, com vistas à compreensão de ideias filosóficas e de processos e eventos históricos, geográficos, políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais.
EM13CHS103 - Elaborar hipóteses, selecionar evidências e compor argumentos relativos a processos políticos, econômicos, sociais, ambientais, culturais e epistemológicos, com base na sistematização de dados e informações de diversas naturezas (expressões artísticas, textos filosóficos e sociológicos, documentos históricos e geográficos, gráficos, mapas, tabelas, tradições orais, entre outros).
EM13CHS404 - Identificar e discutir os múltiplos aspectos do trabalho em diferentes circunstâncias e contextos históricos e/ou geográficos e seus efeitos sobre as gerações, em especial, os jovens, levando em consideração, na atualidade, as transformações técnicas, tecnológicas e informacionais.
EM13CHS502 - Analisar situações da vida cotidiana, estilos de vida, valores, condutas etc., desnaturalizando e problematizando formas de desigualdade, preconceito, intolerância e discriminação, e identificar ações que promovam os Direitos Humanos, a solidariedade e o respeito às diferenças e às liberdades individuais.
EM13CHS503 - Identificar diversas formas de violência (física, simbólica, psicológica etc.), suas principais vítimas, suas causas sociais, psicológicas e afetivas, seus significados e usos políticos, sociais e culturais, discutindo e avaliando mecanismos para combatê-las, com base em argumentos éticos.
EM13CHS605 - Analisar os princípios da declaração dos Direitos Humanos, recorrendo às noções de justiça, igualdade e fraternidade, identificar os progressos e entraves à concretização desses direitos nas diversas sociedades contemporâneas e promover ações concretas diante da desigualdade e das violações desses direitos em diferentes espaços de vivência, respeitando a identidade de cada grupo e de cada indivíduo.

yambanis



Caro professor, os episódios da série THE VOTE traçam o histórico da luta feminina pelo direito ao voto e pela cidadania, a partir do final do século XIX, início do século XX. A luta social pelo direito feminino à participação política se entrelaça com a luta por igualdade em diferentes âmbitos sociais, considerando que a exclusão social e política das mulheres à época ocorria em diferentes países. Com isso, a luta pelo reconhecimento dos direitos femininos, que inexistiam no âmbito das relações domésticas, irá se estender à luta por direitos políticos.

Chama a atenção, logo no primeiro episódio da série, que ridicularizar as sufragistas foi utilizado como recurso para a deslegitimação da luta feminista, subterfúgio que ainda hoje encontramos presente em estereótipos sociais que cercam as mulheres.
O mergulho na temática, em âmbito histórico e processual, permeado por imagens de época e associado a depoimentos de estudiosos, constitui a base de entendimento dessa luta histórica por cidadania em regimes democráticos.

Sugerimos ao professor que aproveite a organização seriada do documentário para formar grupos de estudo que, em um primeiro momento, podem organizar as ideias apresentadas nos episódios. A partir de práticas de pesquisa, os estudantes podem constituir uma linha do tempo imagética dos principais aspectos das lutas feministas abordadas nos episódios. Cabe a você, professor, optar pela forma mais adequada de apresentação, considerando seu contexto de trabalho. Sugerimos, no entanto, que seja organizada uma apresentação em forma de seminário, com o uso de recursos digitais.

Essa etapa seria a base histórica para um segundo momento, cujo foco seria a pesquisa de dados a respeito da participação política da mulher na História do Brasil. Sugira aos estudantes pesquisar, levantar dados e documentos – escritos e iconográficos - com base no seguinte roteiro:

O direito à cidadania feminina no Brasil.
- Qual o status jurídico da mulher no século XIX? (Traçar panorama social e legal da mulher no Brasil no século em questão.)
- Qual o percurso legal de inserção da mulher enquanto pessoa com direitos políticos? (Analisar o significado das condições de voto feminino. segundo o Código Eleitoral de 1932.)
- Como o texto Constitucional de 1988 transformou o posicionamento social da mulher no contexto familiar, político e social.
- Mapeamento da participação feminina na atualidade, como votante e integrante do legislativo, em suas diferentes instâncias. (Buscar dados quantitativos em sites governamentais, IBGE e outros órgãos de pesquisa.)

Consideramos muito importante que a discussão proposta no documentário seja transposta para a realidade brasileira considerando-se dados atuais, pois a inserção feminina em cargos de comando ou mesmo a ampliação da sua participação na política institucionalizada ainda são desafios sociais no Brasil.

Sugerimos que sejam entregues produtos escritos e, posteriormente, em função dos conteúdos, seja agendada uma conversa sobre aspectos dos trabalhos. Dessa forma, estaremos contemplando como estratégias: o seminário com uso de recursos digitais, o produto escrito e o exercício da oralidade.

Do ponto de vista das competências e habilidades da BNCC, é possível trabalhar:

1-Analisar processos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais nos âmbitos local, regional, nacional e mundial em diferentes tempos, a partir da pluralidade de procedimentos epistemológicos, científicos e tecnológicos, de modo a compreender e posicionar-se criticamente em relação a eles, considerando diferentes pontos de vista e tomando decisões baseadas em argumentos e fontes de natureza científica.
(EM13CHS101) Identificar, analisar e comparar diferentes fontes e narrativas expressas em diversas linguagens, com vistas à compreensão de ideias filosóficas e de processos e eventos históricos, geográficos, políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais.
(EM13CHS103) Elaborar hipóteses, selecionar evidências e compor argumentos relativos a processos políticos, econômicos, sociais, ambientais, culturais e epistemológicos, com base na sistematização de dados e informações de diversas naturezas (expressões artísticas, textos filosóficos e sociológicos, documentos históricos e geográficos, gráficos, mapas, tabelas, tradições orais, entre outros).

4-Analisar as relações de produção, capital e trabalho em diferentes territórios, contextos e culturas, discutindo o papel dessas relações na construção, consolidação e transformação das sociedades.
(EM13CHS402) Analisar e comparar indicadores de emprego, trabalho e renda em diferentes espaços, escalas e tempos, associando-os a processos de estratificação e desigualdade socioeconômica.
(EM13CHS404) Identificar e discutir os múltiplos aspectos do trabalho em diferentes circunstâncias e contextos históricos e/ou geográficos e seus efeitos sobre as gerações, em especial, os jovens, levando em consideração, na atualidade, as transformações técnicas, tecnológicas e informacionais.

5-Identificar e combater as diversas formas de injustiça, preconceito e violência, adotando princípios éticos, democráticos, inclusivos e solidários, e respeitando os Direitos Humanos.
(EM13CHS502) Analisar situações da vida cotidiana, estilos de vida, valores, condutas etc., desnaturalizando e problematizando formas de desigualdade, preconceito, intolerância e discriminação, e identificar ações que promovam os Direitos Humanos, a solidariedade e o respeito às diferenças e às liberdades individuais.
-(EM13CHS503) Identificar diversas formas de violência (física, simbólica, psicológica etc.), suas principais vítimas, suas causas sociais, psicológicas e afetivas, seus significados e usos políticos, sociais e culturais, discutindo e avaliando mecanismos para combatê-las, com base em argumentos éticos.

6-Participar do debate público de forma crítica, respeitando diferentes posições e fazendo escolhas alinhadas ao exercício da cidadania e ao seu projeto de vida, com liberdade, autonomia, consciência crítica e responsabilidade.
(EM13CHS605) Analisar os princípios da declaração dos Direitos Humanos, recorrendo às noções de justiça, igualdade e fraternidade, identificar os progressos e entraves à concretização desses direitos nas diversas sociedades contemporâneas e promover ações concretas diante da desigualdade e das violações desses direitos em diferentes espaços de vivência, respeitando a identidade de cada grupo e de cada indivíduo.