Ação T4: Um Médico sob o Nazismo



Produção: Félicie Robin, Nico Di Biase

Animação: Etienne Boguet

Empresa(s) produtora(s): Zadig productions

Som: Jean-Luc Cesco

Narração: Nathalie Richard

Direção de produção: Eric Wild, Julie Perris

Assistente de Produção: Clairee Gressier

Pesquisa: Hermann Polking, Linn Sackarnd

Mixagem: Anne-Laure François

Montagem: Stephan Richter

Assistente de montagem: Matthieu Grosmaire, Sébastien Buti

Imagens: Jerôme Collin

Montagem de Som: Mourad Louanchi

Vozes: Guy Chappelier, Michel Elias, Valérie Fontaine

Conselho Consultor: Jean-Marc Dreyfus, Michael Tregenza

Este documentário relata a história da chamada "Ação T4", que consistia em eliminar deficiências físicas e mentais de pessoas consideradas inúteis pelo regime nazista. Dr. Julius Hallervorden, importante nome na ciência da patologia cerebral, contribuiu, ordenado por Hitler, para o assassinato sistemático de alemães mentalmente doentes. Ele, no entanto, seguiu impune uma carreira brilhante no pós-guerra e morreu coberto de honras. Entre 1939 e 1945, pelo menos 200.000 pessoas doentes foram assassinadas.
Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Aplicabilidades Pedagógicas



Etapa/Nível de Ensino: Ensino Médio

Área de Ensino: Ciências Humanas

Componente Curricular/Disciplina: História


Relatos de Professores



Utilizou este filme em suas aulas?
Relate sua experiência!

Relatos de Professores (0)

Testes de Conhecimentos


Você é Educador?
Crie o primeiro teste de conhecimentos para este filme!
Criar Teste

52 min
2014
França
A16

Diretor: Catherine BernsteinEmmanuel Roblin

Sinopse: Este documentário relata a história da chamada "Ação T4", que consistia em eliminar deficiências físicas e mentais de pessoas consideradas inúteis pelo regime nazista. Dr. Julius Hallervorden, importante nome na ciência da patologia cerebral, contribuiu, ordenado por Hitler, para o assassinato sistemático de alemães mentalmente doentes. Ele, no entanto, seguiu impune uma carreira brilhante no pós-guerra e morreu coberto de honras. Entre 1939 e 1945, pelo menos 200.000 pessoas doentes foram assassinadas.

Alugue