Açúcar


Disponível nos planos:

Produção: Sergio Oliveira

Roteiro: Renata Pinheiro, Sergio Oliveira

Edição: Adelina Bichis

Som Direto: Manuel De Andrés

Direção de Arte: Renata Pinheiro

Trilha Sonora Original: Guile Martins

Empresa(s) produtora(s): Aroma Filmes

Figurino: Christiana Garrido

Assistente de Câmera: Diego Mendizabal

Produção Executiva: Leticia Friedrich, Lourenço Sant`Anna, Sergio Oliveira

Direção de Fotografia: Fernando Lockett

Mixagem: Manuel De Andrés

Entrevistados: Dandara De Morais, Fernando Abreu, Maeve Jinkings, Magali Biff, Zé Maria

Câmera Adicional: Pedro Sotero

Bethania retorna a suas terras onde uma vez funcionou um antigo engenho de açúcar da sua família, Engenho Wanderley. Entre fotos, criaturas fantásticas, contas a pagar, trabalhadores reivindicando seus direitos sobre a terra, Bethania enfrenta a si mesma em um presente onde o passado e o futuro são ambos ameaçadores. AÇÚCAR é ambientado num universo de realismo mágico, que cruza a história pessoal de Bethania com a formação da identidade de um país que é, ao mesmo tempo, moderno e arcaico, contemporâneo e ancestral, branco e muito, muito mais negro. 

Envie o seu comentário

Faça login ou se cadastre para comentar a obra.

Carregar mais comentários

Envie o seu comentário

Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Relatos de Professores (0)
Utilizou este filme em suas aulas? Relate sua experiência!
87 min
2017
Brasil
PE
14 ANOS

Diretor: Renata Pinheiro, Sergio Oliveira

Sinopse: Bethania retorna a suas terras onde uma vez funcionou um antigo engenho de açúcar da sua família, Engenho Wanderley. Entre fotos, criaturas fantásticas, contas a pagar, trabalhadores reivindicando seus direitos sobre a terra, Bethania enfrenta a si mesma em um presente onde o passado e o futuro são ambos ameaçadores. AÇÚCAR é ambientado num universo de realismo mágico, que cruza a história pessoal de Bethania com a formação da identidade de um país que é, ao mesmo tempo, moderno e arcaico, contemporâneo e ancestral, branco e muito, muito mais negro. 

Alugue