Do Ato Institucional ao Festival

Disponível nos planos:

Produção: Olivia Buarque

Roteiro: Adriana Borges, Paula Gago

Edição: Adriana Borges

Trilha Sonora Original: João Pellegrino

Empresa(s) produtora(s): Giros Produção

Figurino: Carol Ares

Assistente de Câmera: Fernando Solidade, Ivanildo Jorge

Pesquisa de Imagens: Remier Lion

Assistente de edição: Guaracy Carioca

Finalização: Ilha Braw

Videografismo: Valerycka Rizzo

Pesquisa: Paula Gago

Direção de Fotografia: Beto Campos, Thiago Lima

Entrevistados: Geraldo Azevedo, João Carlos Muller, Ricardo Cravo Albin, Sérgio Ricardo

Produção de Finalização: Lucas Barrionovo

Coordenação de Produção: Cláudia Lima

Conteúdo: Bianca Lenti, Juliana de Oliveira

Argumento: Marcus Fernando

Envie o seu comentário

Faça login ou se cadastre para comentar a obra.

Carregar mais comentários

Envie o seu comentário

Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Etapa/Nível de Ensino: Ensino Médio

Área de Ensino: Ciências Humanas, Linguagens

Componente Curricular/Disciplina: Arte, História, Língua Portuguesa, Sociologia


Relatos de Professores (0)
Utilizou este filme em suas aulas? Relate sua experiência!
26 min
2015
Brasil
LIVRE

Séries: Cale-se | 8 Episódios de 26 Minutos

Diretor: Marcus Fernando

Sinopse: O primeiro episódio da série introduz a relação entre o AI-5 e a MPB, abordando como os artistas desse gênero receberam o anúncio do ato institucional. Ricardo Cravo Albin reflete sobre as perdas que a música brasileira sofreu por conta do recrudescimento do regime. O advogado João Carlos Müller explica como passou a funcionar o trâmite da censura musical. Já artistas como Geraldo Azevedo e Sérgio contam como o decreto interferiu em seus processos criativos. Geraldo Azevedo conta um pouco da sua amizade e parceria com Geraldo Vandré, cuja canção “Pra não dizer que não falei de flores” ficou imortalizada como um dos hinos contra a ditadura. Nas vozes de Veronica Ferriani e Zé Renato, os números musicais relembram o hino de Vandré e a canção de Belchior “Pequeno Mapa do Tempo”.

Alugue