Saulo Pereira de Mello


Produção: Diogo Cavour, Paula Goulart

Fotografia: Guilherme Tostes

Roteiro: Poliana Paiva

Edição: André Libânio

Som Direto: Laura Batitucci, Taí­s Lobo

Empresa(s) produtora(s): Dilúvio Produções, Lúdica Produções

Edição de som: Fabio Carneiro Leão

Câmera: Guilherme Tostes

Produção Executiva: Eduardo Cantarino

Pesquisa: Remier Lion

Mixagem: Thiago Sobral

Assistente de som: Victor Oliver

Desenho de Som: Thiago Sobral

Fotografia adicional: Tiago Rios

Criação: Hernani Heffner

Limite, o mítico filme dirigido por Mário Peixoto em 1931, jamais lançado comercialmente e considerado atualmente o melhor título brasileiro de todos os tempos, tem uma longa, tortuosa e extraordinária história de preservação. Primeira restauração de fato empreendida no Brasil entre 1959 e 1979, deve sua existência à tenacidade e ao amor do físico, historiador, ensaísta e restaurador Saulo Pereira de Mello, que recebeu de seu mestre Plínio Sussekind Rocha uma incumbência para a vida, salvar a obra-prima silenciosa brasileira de experimentação, pináculo máximo das pesquisas estéticas empreendidas pelo cinema em sua primeira fase de maturação artística. Com zelo religioso, dedicação passional e estudo rigoroso e autodidata das questões que cercavam a natureza físico-química e artística do filme, Saulo empreende uma saga que não se restringe apenas à restauração, mas abarca o registro da vida de Peixoto e a trajetória de sua magnum opus solitária. Os frutos de seu trabalho propiciaram em momento mais recente a formação e manutenção do Arquivo Mário Peixoto, associado à produtora Videofilmes, de Walter e João Moreira Salles, e a restauração digital de Limite, empreendida com o concurso da World Film Foundation, dirigida por Martin Scorsese, e a participação da Cinemateca Brasileira e do laboratório L’Immagine Ritrovata.

Cinema  Cultura  Memória  

Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Relatos de Professores



Utilizou este filme em suas aulas? Relate sua experiência!

Relatos de Professores (0)

Testes de Conhecimentos


Você é Educador?
Crie o primeiro teste de conhecimentos para este filme! Criar Teste

27 min
2022
Brasil
RJ
LIVRE

Séries: /lost+found | 13 Episódios de 26 Minutos

Diretor: Rafael Saar

Elenco: Ayla Pereira de MelloJoaquim Pedro de AndradeMário PeixotoRuy SolbergSaulo Pereira de MelloWalter Salles

Sinopse: Limite, o mítico filme dirigido por Mário Peixoto em 1931, jamais lançado comercialmente e considerado atualmente o melhor título brasileiro de todos os tempos, tem uma longa, tortuosa e extraordinária história de preservação. Primeira restauração de fato empreendida no Brasil entre 1959 e 1979, deve sua existência à tenacidade e ao amor do físico, historiador, ensaísta e restaurador Saulo Pereira de Mello, que recebeu de seu mestre Plínio Sussekind Rocha uma incumbência para a vida, salvar a obra-prima silenciosa brasileira de experimentação, pináculo máximo das pesquisas estéticas empreendidas pelo cinema em sua primeira fase de maturação artística. Com zelo religioso, dedicação passional e estudo rigoroso e autodidata das questões que cercavam a natureza físico-química e artística do filme, Saulo empreende uma saga que não se restringe apenas à restauração, mas abarca o registro da vida de Peixoto e a trajetória de sua magnum opus solitária. Os frutos de seu trabalho propiciaram em momento mais recente a formação e manutenção do Arquivo Mário Peixoto, associado à produtora Videofilmes, de Walter e João Moreira Salles, e a restauração digital de Limite, empreendida com o concurso da World Film Foundation, dirigida por Martin Scorsese, e a participação da Cinemateca Brasileira e do laboratório L’Immagine Ritrovata.

Alugue