Miguel Sousa Tavares - Jornalista e Best-seller


Disponível no:

Produção: Nilson Rodrigues

Fotografia: Filipe Duque, Gilmar Veloso, João Inácio , Paulino Alvarenga

Roteiro: Nilson Rodrigues , Ronaldo Duque

Edição: Marcelo Sousa

Trilha Sonora Original: Pablo Duque

Empresa(s) produtora(s): Mercado Filmes

Direção de produção: Lucas Tobias, Nilson Rodrigues

Produção Executiva: Lucas Tobias

Montagem: Marcelo Sousa

Entrevistados: Miguel Sousa Tavares

Filho da premiada escritora Sophia de Mello Breyner Andresen, Miguel Sousa Tavares começou sua vida profissional na advocacia, que abandonou depois de 12 anos por causa de sua paixão pelo jornalismo. Destacou-se como jornalista e passou a também ser reconhecido na literatura como cronista, já com vários livros publicados. Como romancista, estreou em 2003 com o best-seller “Equador”, traduzido para diversos idiomas e reeditado no mesmo ano.
Próximas exibições no canal Curta!
08/02/2022 18:00:00 [daqui a 72 dias]
09/02/2022 04:00:00 [daqui a 72 dias]
09/02/2022 12:00:00 [daqui a 72 dias]
10/02/2022 06:00:00 [daqui a 73 dias]
12/02/2022 06:30:00 [daqui a 75 dias]
Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Aplicabilidades Pedagógicas



Etapa/Nível de Ensino: Ensino Médio

Área de Ensino: Ciências Humanas, Linguagens

Componente Curricular/Disciplina: Arte, Sociologia


Relatos de Professores



Utilizou este filme em suas aulas? Relate sua experiência!


Relatos de Professores (0)

Testes de Conhecimentos


Você é Educador? Crie o primeiro teste de conhecimentos para este filme! Criar Teste

26 min
2016
Brasil
DF
LIVRE

Séries: Impressões do Mundo | 26 Episódios de 25 Minutos

Diretor: Ronaldo Duque

Sinopse: Filho da premiada escritora Sophia de Mello Breyner Andresen, Miguel Sousa Tavares começou sua vida profissional na advocacia, que abandonou depois de 12 anos por causa de sua paixão pelo jornalismo. Destacou-se como jornalista e passou a também ser reconhecido na literatura como cronista, já com vários livros publicados. Como romancista, estreou em 2003 com o best-seller “Equador”, traduzido para diversos idiomas e reeditado no mesmo ano.

Alugue