O São Paulo de Haroldo de Campos
COMO ASSISTIR NA TV?

COMO ASSISTIR NA TV?
Deixe seu voto Vote aqui



As lembranças da infância do poeta paulistano Haroldo de Campos chamam atenção e agonizam pela efêmera mutação da maior metrópole brasileira. Bravo resistente aos apelos da voraz construção civil, ele se recusa a sair da casa onde morou a vida toda, agora rodeada por altíssimos arranha-céus. Do último andar do edifício Itália, passando pela Basílica de São Bento, Haroldo discorre sobre a "desmemória criativa" da cidade, que não preserva lugares ou edifícios históricos. As opiniões controversas dos paulistanos, o convívio harmônico de grupos etnicamente rivais e um gostoso bate papo com Arnaldo Antunes dão uma dimensão da dificuldade em se definir a cidade, algo só feito na canção "Sampa", de Caetano Veloso.

Empresa(s) produtora(s): TAL

cultura  artes  

Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Relatos de Professores



Utilizou este filme em suas aulas?
Relate sua experiência!

Relatos de Professores (0)

Testes de Conhecimentos


Você é Educador?
Crie o primeiro teste de conhecimentos para este filme!
Criar Teste

27 min
1997
Brasil
SP
AL

Séries: Expresso Brasil | 27 Episódios de 27 Minutos

Diretor: Marcelo Gomes

Elenco: Haroldo de Campos

Sinopse: As lembranças da infância do poeta paulistano Haroldo de Campos chamam atenção e agonizam pela efêmera mutação da maior metrópole brasileira. Bravo resistente aos apelos da voraz construção civil, ele se recusa a sair da casa onde morou a vida toda, agora rodeada por altíssimos arranha-céus. Do último andar do edifício Itália, passando pela Basílica de São Bento, Haroldo discorre sobre a "desmemória criativa" da cidade, que não preserva lugares ou edifícios históricos. As opiniões controversas dos paulistanos, o convívio harmônico de grupos etnicamente rivais e um gostoso bate papo com Arnaldo Antunes dão uma dimensão da dificuldade em se definir a cidade, algo só feito na canção "Sampa", de Caetano Veloso.

Alugue