Odair José

Disponível nos planos:

Produção: Raccord Produções

Empresa(s) produtora(s): Raccord Produções

Entrevistados: Odair José

Chega a ser emocionante ver a trajetória de Odair José e a consciência que ele tem de seu trabalho. Um dos compositores brasileiros que mais soube retratar o comportamento das pessoas de sua época. Neste episódio, vemos ele falando sobre a ditadura e sobre a hipocrisia da nossa sociedade. Odair José ilustra o papo com "Uma Vida Só (Pare de Tomar a Pílula)". "Eu sou um compositor popular e vivo estudando aquilo que acontece com as pessoas e transformo isto numa crônica musical e devolvo", explica. Desta época sombria, ele ainda nos brinda com uma versão singela de "Alegria, Alegria", de Caetano Veloso. Fala também de seu encontro com Raul Seixas, da Jovem Guarda, da Bossa Nova e traz versões de "Corina, Corina" e "Ritmo de Chuva". Com vocês, Odair José, que, como disse Ronaldo Bôscoli, é o cantor dos fracos e comprimidos.

Envie o seu comentário

Faça login ou se cadastre para comentar a obra.

Carregar mais comentários

Envie o seu comentário

Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Etapa/Nível de Ensino: Ensino Fundamental - Anos Finais, Ensino Médio

Área de Ensino: Linguagens

Componente Curricular/Disciplina: Arte, Língua Portuguesa


Relatos de Professores (0)
Utilizou este filme em suas aulas? Relate sua experiência!
26 min
2015
Brasil
RJ
LIVRE

Séries: As Canções da Minha Vida | 13 Episódios de 26 Minutos

Diretor: Bruno Levinson

Sinopse: Chega a ser emocionante ver a trajetória de Odair José e a consciência que ele tem de seu trabalho. Um dos compositores brasileiros que mais soube retratar o comportamento das pessoas de sua época. Neste episódio, vemos ele falando sobre a ditadura e sobre a hipocrisia da nossa sociedade. Odair José ilustra o papo com "Uma Vida Só (Pare de Tomar a Pílula)". "Eu sou um compositor popular e vivo estudando aquilo que acontece com as pessoas e transformo isto numa crônica musical e devolvo", explica. Desta época sombria, ele ainda nos brinda com uma versão singela de "Alegria, Alegria", de Caetano Veloso. Fala também de seu encontro com Raul Seixas, da Jovem Guarda, da Bossa Nova e traz versões de "Corina, Corina" e "Ritmo de Chuva". Com vocês, Odair José, que, como disse Ronaldo Bôscoli, é o cantor dos fracos e comprimidos.

Alugue