Os encantos da Ilha da Magia


Disponível nos planos:

Por que Florianópolis é chamada de Ilha da Magia? Quem ajuda o Latitude, Longitude a contar essa história é a Dona Bilica, típica manezinha da ilha, personagem da atriz Vanderleia Will. Do picadeiro do circo que leva seu nome, Bilica conduz o episódio pela herança açoriana de Floripa, em uma narrativa cheia de encantos. O episódio mostra um antigo engenho de farinha de mandioca que ainda hoje funciona à base de tração animal; conhece o universo dos fazedores da renda de bilro, incluindo um ateliê que usa a renda como mote de suas peças de cerâmica; e vai até o mercado público conhecer melhor o ofício e o jeito brincalhão de seus feirantes.

Envie o seu comentário

Faça login ou se cadastre para comentar a obra.

Carregar mais comentários

Envie o seu comentário

Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Etapa/Nível de Ensino: Ensino Médio

Área de Ensino: Ciências Humanas

Componente Curricular/Disciplina: Sociologia


Relatos de Professores (0)
Utilizou este filme em suas aulas? Relate sua experiência!
26 min
2016
Brasil
RJ
LIVRE

Séries: Latitude, Longitude | 21 Episódios de 26 Minutos

Diretor: Belisario Franca

Sinopse: Por que Florianópolis é chamada de Ilha da Magia? Quem ajuda o Latitude, Longitude a contar essa história é a Dona Bilica, típica manezinha da ilha, personagem da atriz Vanderleia Will. Do picadeiro do circo que leva seu nome, Bilica conduz o episódio pela herança açoriana de Floripa, em uma narrativa cheia de encantos. O episódio mostra um antigo engenho de farinha de mandioca que ainda hoje funciona à base de tração animal; conhece o universo dos fazedores da renda de bilro, incluindo um ateliê que usa a renda como mote de suas peças de cerâmica; e vai até o mercado público conhecer melhor o ofício e o jeito brincalhão de seus feirantes.

Alugue