Sagrado Visceral

Vote aqui



Roteiro: Márcia Paraí­so

Som Direto: Ju Baratieri

Empresa(s) produtora(s): Plural Filmes

Edição de som: Leandro Cordeiro

Câmera: Clóvis Ghiorzi, Kike, Ralf Tambke

Direção de produção: Márcia Paraí­so

Produção Executiva: Adriano Rocha, Helio Levicovitz, Ralf Tambke

Direção de Fotografia: Clóvis Ghiorzi, Ralf Tambke

Mixagem: Leandro Cordeiro

Montagem: Glauco Broerin, Nara Hailer

Entrevistados: Os Quentes da Madrugada

Assistente de som: Chico Abreu

Curadoria: Carla Joner

Todos os anos, para celebrar São Benedito, a população de Santarém Novo no Pará prepara uma festa de Carimbó onde todos os dançantes, obrigatoriamente, precisam se vestir de terno, gravata, saia rodada e blusa de manga comprida. Assim é há muitos anos. O grupo “os quentes da madrugada”, há gerações, celebra o festejo com alegria, fartura e muita gengibirra e biju de tapioca.
Próximas exibições no canal Curta!
19/12/2022 18:00:00 [daqui a 23 dias]
20/12/2022 04:00:00 [daqui a 24 dias]
20/12/2022 12:00:00 [daqui a 24 dias]
21/12/2022 06:00:00 [daqui a 25 dias]
25/12/2022 02:00:00 [daqui a 29 dias]
Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Aplicabilidades Pedagógicas



Etapa/Nível de Ensino: Ensino Fundamental - Anos Finais, Ensino Médio

Área de Ensino: Linguagens

Componente Curricular/Disciplina: Arte


Relatos de Professores



Utilizou este filme em suas aulas?
Relate sua experiência!

Relatos de Professores (0)

Testes de Conhecimentos


Você é Educador?
Crie o primeiro teste de conhecimentos para este filme!
Criar Teste

26 min
2018
Brasil
SC
LIVRE

Séries: Visceral Brasil - Temporada 2 | 13 Episódios de 26 Minutos

Diretor: Márcia Paraí­so

Sinopse: Todos os anos, para celebrar São Benedito, a população de Santarém Novo no Pará prepara uma festa de Carimbó onde todos os dançantes, obrigatoriamente, precisam se vestir de terno, gravata, saia rodada e blusa de manga comprida. Assim é há muitos anos. O grupo “os quentes da madrugada”, há gerações, celebra o festejo com alegria, fartura e muita gengibirra e biju de tapioca.

Alugue