Samanta Schweblin - e os novos talentos argentinos


Disponível no:

Produção: Nilson Rodrigues

Fotografia: Filipe Duque, Gilmar Veloso, João Inácio , Paulino Alvarenga

Roteiro: Nilson Rodrigues , Ronaldo Duque

Edição: Marcelo Sousa

Trilha Sonora Original: Pablo Duque

Empresa(s) produtora(s): Mercado Filmes

Direção de produção: Lucas Tobias, Nilson Rodrigues

Produção Executiva: Lucas Tobias

Montagem: Marcelo Sousa

Entrevistados: Samanta Schweblin

Samanta é uma das escritoras argentinas mais representativas da nova geração. Ela sempre escreveu, mas jamais pensou que viveria do seu ofício. Ganhadora do "Prêmio Casa De las Américas" em 2008, seus contos ganharam o mundo e hoje a escritora tem livros publicados em vários países, inclusive no Brasil. É considerada a herdeira de Borges, Cortazar e Bioy Casares. Uma viagem por seus contos fantásticos em meio às suas opiniões sobre a nova literatura latino-americana.
Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Aplicabilidades Pedagógicas



Etapa/Nível de Ensino: Ensino Médio

Área de Ensino: Ciências Humanas, Linguagens

Componente Curricular/Disciplina: Arte, Sociologia


Relatos de Professores



Utilizou este filme em suas aulas? Relate sua experiência!


Relatos de Professores (0)

Testes de Conhecimentos


Você é Educador? Crie o primeiro teste de conhecimentos para este filme! Criar Teste

21 min
2016
Brasil
DF
LIVRE

Séries: Impressões do Mundo | 26 Episódios de 25 Minutos

Diretor: Ronaldo Duque

Sinopse: Samanta é uma das escritoras argentinas mais representativas da nova geração. Ela sempre escreveu, mas jamais pensou que viveria do seu ofício. Ganhadora do "Prêmio Casa De las Américas" em 2008, seus contos ganharam o mundo e hoje a escritora tem livros publicados em vários países, inclusive no Brasil. É considerada a herdeira de Borges, Cortazar e Bioy Casares. Uma viagem por seus contos fantásticos em meio às suas opiniões sobre a nova literatura latino-americana.

Alugue