Um Cineasta de Nosso Tempo - Cao Guimarães
COMO ASSISTIR NA TV?

COMO ASSISTIR NA TV?
Deixe seu voto Vote aqui



Cineasta, artista plástico e considerado o multiartista brasileiro mais importante da atualidade, Cao Guimarâes tem obras nos principais museus e instituições de arte do mundo. Seu trabalho é marcado pela interação do audiovisual com os mais variados espaços de apresentação para além da sala de cinema tradicional. Investiga em seus longas os limites da condição humana, a paisagem desolada e agreste da contemporaneidade e os vestígios de um tempo passado em um presente cada vez mais esgarçado. No fim da década de 1990, passa a realizar principalmente documentários experimentais, como os premiados “Acidente”, “Andarilho”, “A alma do osso”, “Ex-isto”, “Otto” e “O homem das multidões”.

Empresa(s) produtora(s): Saruê Filmes

Câmera: Ángel Dí­az, Beto Magalhães

Produção Executiva: Erica de Freitas

Assistente de Produção: Éthel Oliveira, Rafael Rios Siqueira, Shênia Mineiro Martins

Finalização: Luiz Guimarães de Castro

Pesquisa: Fábio Andrade

Direção de Fotografia: Ángel Dí­ez, Beto Magalhães

Mixagem: Damião Lopez

Montagem: Ángel Dí­az, Felippe César Marins

Argumento: Fábio Andrade

Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Aplicabilidades Pedagógicas



Etapa/Nível de Ensino: Ensino Médio

Área de Ensino: Linguagens

Componente Curricular/Disciplina: Arte


Relatos de Professores



Utilizou este filme em suas aulas?
Relate sua experiência!

Relatos de Professores (0)

Testes de Conhecimentos


Você é Educador?
Crie o primeiro teste de conhecimentos para este filme!
Criar Teste

54 min
2017
Brasil
RJ
AL

Séries: A Linguagem do Cinema - 2ª Temporada | 11 Episódios de 51 Minutos

Diretor: Geraldo Sarno

Elenco: Beto MagalhãesCao GuimarãesMarcos Moreira (Canarinho)Nelson Soares

Sinopse: Cineasta, artista plástico e considerado o multiartista brasileiro mais importante da atualidade, Cao Guimarâes tem obras nos principais museus e instituições de arte do mundo. Seu trabalho é marcado pela interação do audiovisual com os mais variados espaços de apresentação para além da sala de cinema tradicional. Investiga em seus longas os limites da condição humana, a paisagem desolada e agreste da contemporaneidade e os vestígios de um tempo passado em um presente cada vez mais esgarçado. No fim da década de 1990, passa a realizar principalmente documentários experimentais, como os premiados “Acidente”, “Andarilho”, “A alma do osso”, “Ex-isto”, “Otto” e “O homem das multidões”.

Alugue