Brasil Caipira


Disponível no:

Empresa(s) produtora(s): Cinematográfica Superfilmes LTDA

O que hoje costumamos classificar sob o sintagma "cultura caipira" é algo que começa a se esboçar em meio aos mamelucos paulistas dos primeiros séculos coloniais, que moravam em arraiais pobres e rústicos, praticavam a agricultura da "coivara" , falavam a chamada "língua geral", caçavam índios e perseguiam quilombolas. Era uma gente que, embora envolvida pelo espírito mercantil, levava uma vida praticamente tribal, de forma e fundo tupi. E que, a partir da descoberta das nossas jazidas auríferas, espalhou-se de São Paulo a Minas Gerais. Quando os esplendores do ouro mineiro se reduziram a brilhos esporádicos, veio a estagnação - e mesmo a regressão - do Centro-Sul do país. Cultura da pobreza. Ö equilíbrio é alcançado numa variante da cultura brasileira rústica, que se cristaliza como área cultural caipira". É todo um modo de vida que acaba por "esparramar-se, falando afinal a língua portuguesa, por toda a área florestal e campos naturais do Centro-Sul do país, desde São Paulo, Espírito Santo e estado do Rio de Janeiro, na costa, até Minas Gerais e mato Grosso, estendendo-se ainda sobre áreas vizinhas do Paraná" (Darcy Ribeiro). Basicamente "caipira" será, ainda, a cultura do café. E são os atos expressivos dessa área cultural, estereotipada caricaturalmente na figura do "jeca tatu", que constituirão o tema do programa Brasil Caipira.
Próximas exibições no canal Curta!
25/08/2021 18:30:00 [daqui a 28 dias]
26/08/2021 04:30:00 [daqui a 28 dias]
26/08/2021 12:30:00 [daqui a 29 dias]
27/08/2021 06:30:00 [daqui a 29 dias]
28/08/2021 08:00:00 [daqui a 30 dias]
Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação
30 min
2001
Brasil
SP
LIVRE

Séries: O Povo Brasileiro | 10 Episódios de 30 Minutos

Diretor: Isa Grinspum Ferraz

Elenco: Chico Buarque, Darcy Ribeiro, Gilberto Gil, narração de Matheus Nachtergaele, Tom Zé

Sinopse: O que hoje costumamos classificar sob o sintagma "cultura caipira" é algo que começa a se esboçar em meio aos mamelucos paulistas dos primeiros séculos coloniais, que moravam em arraiais pobres e rústicos, praticavam a agricultura da "coivara" , falavam a chamada "língua geral", caçavam índios e perseguiam quilombolas. Era uma gente que, embora envolvida pelo espírito mercantil, levava uma vida praticamente tribal, de forma e fundo tupi. E que, a partir da descoberta das nossas jazidas auríferas, espalhou-se de São Paulo a Minas Gerais. Quando os esplendores do ouro mineiro se reduziram a brilhos esporádicos, veio a estagnação - e mesmo a regressão - do Centro-Sul do país. Cultura da pobreza. Ö equilíbrio é alcançado numa variante da cultura brasileira rústica, que se cristaliza como área cultural caipira". É todo um modo de vida que acaba por "esparramar-se, falando afinal a língua portuguesa, por toda a área florestal e campos naturais do Centro-Sul do país, desde São Paulo, Espírito Santo e estado do Rio de Janeiro, na costa, até Minas Gerais e mato Grosso, estendendo-se ainda sobre áreas vizinhas do Paraná" (Darcy Ribeiro). Basicamente "caipira" será, ainda, a cultura do café. E são os atos expressivos dessa área cultural, estereotipada caricaturalmente na figura do "jeca tatu", que constituirão o tema do programa Brasil Caipira.

Alugue