China


Disponível nos planos:

Empresa(s) produtora(s): Point du Jour

Neste episódio descobrimos que na China há um uniforme para cada um nas mais distintas atividades: a cabeleireira, o aluno do liceu, o supervisor voluntário, o secretário geral do partido e a garçonete. Aprendemos que Mao nunca usava uma jaqueta com gola mandarim, mas que os antigos continuam produzindo uniforme da época maoísta, e que os jovens não se importam de vestir-se como comissários do Povo. Vemos casais mais velhos se casando novamente, 40 anos depois, somente pelo prazer de sentir o arrepio inédito e burguês do vestido branco frente a um fotógrafo. Aprendemos também que no paraíso falsificado, até mesmo para as mais exigentes vítimas da moda, é difícil distinguir a cópia do original. E por fim, entendemos que as roupas da China são um reflexo da sociedade chinesa, e fazem a grande separação entre o rigor ideológico e o ultra-liberalismo econômico.

Envie o seu comentário

Faça login ou se cadastre para comentar a obra.

Carregar mais comentários

Envie o seu comentário

Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Relatos de Professores (0)
Utilizou este filme em suas aulas? Relate sua experiência!
30 min
2009
França
LIVRE

Séries: Todas as Roupas do Mundo | 10 Episódios de 30 Minutos

Diretor: Vladimir Donn

Sinopse: Neste episódio descobrimos que na China há um uniforme para cada um nas mais distintas atividades: a cabeleireira, o aluno do liceu, o supervisor voluntário, o secretário geral do partido e a garçonete. Aprendemos que Mao nunca usava uma jaqueta com gola mandarim, mas que os antigos continuam produzindo uniforme da época maoísta, e que os jovens não se importam de vestir-se como comissários do Povo. Vemos casais mais velhos se casando novamente, 40 anos depois, somente pelo prazer de sentir o arrepio inédito e burguês do vestido branco frente a um fotógrafo. Aprendemos também que no paraíso falsificado, até mesmo para as mais exigentes vítimas da moda, é difícil distinguir a cópia do original. E por fim, entendemos que as roupas da China são um reflexo da sociedade chinesa, e fazem a grande separação entre o rigor ideológico e o ultra-liberalismo econômico.

Alugue