J.C. Violla


Disponível nos planos:

Empresa(s) produtora(s): Associação Pró-Dança

J.C. Violla é um artista multifacetado. Nascido em Lins (SP), é bailarino, professor de dança, coreógrafo e ator. Iniciou os estudos em dança com a mestre húngara radicada no Brasil, Maria Duschenes, discípula de Rudolf Laban (1879-1958) e Kurt Joos (1901-2009), grandes influenciadores na carreira de Violla. No início da década de 70, convidado por Duschenes, teve sua primeira experiência como professor de dança ao ministrar a parte prática de um curso de formação na Teoria do Movimento de Laban. Em 1975, ele parte para Nova York onde estuda nas renomadas escolas de Alwin Nikolais (1910-1939), Alvin Ailey (1931-1989) e Martha Graham (1894-1991). No mesmo ano, atuou como preparador corporal do show Falso Brilhante, de Elis Regina, onde conheceu Naum Alves de Souza e com quem desenvolveu grande parceria. Na década de 80, recebeu três prêmios da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA); coreógrafo revelação, por Valsa para Vinte Veias; e melhor bailarino, por Petrushka, em 1982; e Nijinsky, em 1987. Participou do elenco do primeiro musical no Brasil, Chorus Line, de James Kirlwood (1924-1989) e Nicholas Dante (1941-1991). Em 2002, recebeu o prêmio APCA pelo conjunto de sua obra, por Doze Movimentos para um Homem Só. Desde 2005, é jurado técnico do quadro Dança dos Famosos, do programa Domingão do Faustão.

Envie o seu comentário

Faça login ou se cadastre para comentar a obra.

Carregar mais comentários

Envie o seu comentário

Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Relatos de Professores (0)
Utilizou este filme em suas aulas? Relate sua experiência!
28 min
2013
Brasil
LIVRE

Séries: Figuras da Dança | 33 Episódios de 26 Minutos

Diretor: Inês Bogéa

Sinopse: J.C. Violla é um artista multifacetado. Nascido em Lins (SP), é bailarino, professor de dança, coreógrafo e ator. Iniciou os estudos em dança com a mestre húngara radicada no Brasil, Maria Duschenes, discípula de Rudolf Laban (1879-1958) e Kurt Joos (1901-2009), grandes influenciadores na carreira de Violla. No início da década de 70, convidado por Duschenes, teve sua primeira experiência como professor de dança ao ministrar a parte prática de um curso de formação na Teoria do Movimento de Laban. Em 1975, ele parte para Nova York onde estuda nas renomadas escolas de Alwin Nikolais (1910-1939), Alvin Ailey (1931-1989) e Martha Graham (1894-1991). No mesmo ano, atuou como preparador corporal do show Falso Brilhante, de Elis Regina, onde conheceu Naum Alves de Souza e com quem desenvolveu grande parceria. Na década de 80, recebeu três prêmios da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA); coreógrafo revelação, por Valsa para Vinte Veias; e melhor bailarino, por Petrushka, em 1982; e Nijinsky, em 1987. Participou do elenco do primeiro musical no Brasil, Chorus Line, de James Kirlwood (1924-1989) e Nicholas Dante (1941-1991). Em 2002, recebeu o prêmio APCA pelo conjunto de sua obra, por Doze Movimentos para um Homem Só. Desde 2005, é jurado técnico do quadro Dança dos Famosos, do programa Domingão do Faustão.

Alugue