Machu Picchu e a Civilização Inca Em Busca de Pachamama

Disponível nos planos:

Empresa(s) produtora(s): Aruac Produções, Urca Filmes

Seguimos subindo os Andes, e nos deparamos com a beleza mágica, silenciosa e majestática do Nevado Ausengate com seus 6384 metros de altura. Lá, no horizonte, toda a montanha, coberta de neve branquíssima, reluzia ao sol da tarde, ora em tons de prata, ora em ouro velho. Pela primeira vez na viagem, homens comuns, em meio aos seus afazeres, nos abençoaram em nome de Pachamama, a Madre-Tierra!" Neste capitulo abordamos a poderosa cultura milenar inca como fonte para o repensar de um projeto de país. A ancestralidade,o poder mítico como substância para a criação de um novo paradigma político. Depoimentos de líderes políticos indígenas peruanos elucidam os novos movimentos na política peruana. Entrevistamos costureiras peruanas, quéchuahablantes (indivíduo que fala quéchua, idioma antigo inca) elas costurando, tecendo nas montanhas, o olhar de um povo que não se encaixa, em muitos sentidos, à sociedade ocidentalizada, ao mundo das metrópoles e dos consequentes dramas existenciais. Outra experiência fascinante foi o contato místico com o Xamã, perto de Ccatcca, nas alturas de uma monumental montanha: descobertas, espiritualidade e adivinhações. Com sua oralidade musical carregada de uma cadência singular ele nos relatou o Gênesis do império inca e o significado ancestral da folha de coca. O relato do Xamã nos transportou inevitavelmente a Cuzco,ou K´ozco - em quéchua "o umbigo do mundo", centro do Império Inca.

Envie o seu comentário

Faça login ou se cadastre para comentar a obra.

Carregar mais comentários

Envie o seu comentário

Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Relatos de Professores (0)
Utilizou este filme em suas aulas? Relate sua experiência!
26 min
2008
Brasil
LIVRE

Séries: Da Selva à Cordilheira | 6 Episódios de 26 Minutos

Diretor: Eryk Rocha

Sinopse: Seguimos subindo os Andes, e nos deparamos com a beleza mágica, silenciosa e majestática do Nevado Ausengate com seus 6384 metros de altura. Lá, no horizonte, toda a montanha, coberta de neve branquíssima, reluzia ao sol da tarde, ora em tons de prata, ora em ouro velho. Pela primeira vez na viagem, homens comuns, em meio aos seus afazeres, nos abençoaram em nome de Pachamama, a Madre-Tierra!" Neste capitulo abordamos a poderosa cultura milenar inca como fonte para o repensar de um projeto de país. A ancestralidade,o poder mítico como substância para a criação de um novo paradigma político. Depoimentos de líderes políticos indígenas peruanos elucidam os novos movimentos na política peruana. Entrevistamos costureiras peruanas, quéchuahablantes (indivíduo que fala quéchua, idioma antigo inca) elas costurando, tecendo nas montanhas, o olhar de um povo que não se encaixa, em muitos sentidos, à sociedade ocidentalizada, ao mundo das metrópoles e dos consequentes dramas existenciais. Outra experiência fascinante foi o contato místico com o Xamã, perto de Ccatcca, nas alturas de uma monumental montanha: descobertas, espiritualidade e adivinhações. Com sua oralidade musical carregada de uma cadência singular ele nos relatou o Gênesis do império inca e o significado ancestral da folha de coca. O relato do Xamã nos transportou inevitavelmente a Cuzco,ou K´ozco - em quéchua "o umbigo do mundo", centro do Império Inca.

Alugue