Maracatus


Disponível nos planos:

Empresa(s) produtora(s): Giros Produções

Maracatu Nação e Rural. Pernambuco é muito mais do que frevo e folias carnavalescas. Um dos folguedos mais bonitos da região é o Maracatu, música e dança de negros que vieram da África trabalhar como escravos no Brasil. O Maracatu do Baque Virado, o "Nação", é típico das áreas urbanas. Sua dança se mantém mais fiel ao cortejo real de Reis, Rainhas, Príncipes e Princesas, duques e duquesas, apresentados pela escravaria no período colonial, para celebrar a coroação do rei negro Congo. O maracatu do Baque Solto é rural e nasceu da fusão de folguedos que existiam nos engenhos de cana-de-açúcar. Seus personagens são o Mestre, Mateus, Catirina, caçadores, caboclos de pena e caboclos de lança. O cortejo no Maracatu Nação é marcado pela movimentação cheia de saltos e malabarismos do caboclo de lança. Um manto bordado com vidrilho e lantejoulas, a "gola", é a marca de sua vestimenta. O surrão, bolsa com guizos e chocalhos amarrado à sua cintura, da um toque primitivo e enlouquecido a esse personagem barulhento que rodopia, assusta e abre espaço na multidão para que o cortejo possa passar.

Envie o seu comentário

Faça login ou se cadastre para comentar a obra.

Carregar mais comentários

Envie o seu comentário

Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Etapa/Nível de Ensino: Ensino Fundamental - Anos Finais, Ensino Médio

Área de Ensino: Linguagens

Componente Curricular/Disciplina: Arte


Relatos de Professores (0)
Utilizou este filme em suas aulas? Relate sua experiência!
25 min
2004
Brasil
RJ
LIVRE

Séries: Danças Brasileiras | 11 Episódios de 25 Minutos

Diretor: Belisario Franca

Sinopse: Maracatu Nação e Rural. Pernambuco é muito mais do que frevo e folias carnavalescas. Um dos folguedos mais bonitos da região é o Maracatu, música e dança de negros que vieram da África trabalhar como escravos no Brasil. O Maracatu do Baque Virado, o "Nação", é típico das áreas urbanas. Sua dança se mantém mais fiel ao cortejo real de Reis, Rainhas, Príncipes e Princesas, duques e duquesas, apresentados pela escravaria no período colonial, para celebrar a coroação do rei negro Congo. O maracatu do Baque Solto é rural e nasceu da fusão de folguedos que existiam nos engenhos de cana-de-açúcar. Seus personagens são o Mestre, Mateus, Catirina, caçadores, caboclos de pena e caboclos de lança. O cortejo no Maracatu Nação é marcado pela movimentação cheia de saltos e malabarismos do caboclo de lança. Um manto bordado com vidrilho e lantejoulas, a "gola", é a marca de sua vestimenta. O surrão, bolsa com guizos e chocalhos amarrado à sua cintura, da um toque primitivo e enlouquecido a esse personagem barulhento que rodopia, assusta e abre espaço na multidão para que o cortejo possa passar.

Alugue